Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.bahiana.edu.br:8443/jspui/handle/bahiana/3894
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorMenezes, Marta Silva-
dc.contributor.advisor-coAguiar, Carolina Villa Nova-
dc.contributor.refereesKusterer, Liliane Elze Falcão Lins-
dc.contributor.refereesSilva, Mary Gomes-
dc.contributor.refereesSantos, Cristiane Magali Freitas dos-
dc.contributor.authorEspinheira, Mel Matos de Carvalho-
dc.date.accessioned2019-11-27T18:02:02Z-
dc.date.available2019-11-27T18:02:02Z-
dc.date.issued2019-05-29-
dc.identifier.urihttps://repositorio.bahiana.edu.br:8443/jspui/handle/bahiana/3894-
dc.description.abstractINTRODUÇÃO: o processo de adaptação de um instrumento é complexo e deve seguir normas bem estabelecidas para garantir que o instrumento gerado seja aclaro e reprodutível. Avaliar a percepção dos indivíduos sobre um assunto requer instrumentos que respeitem as peculiaridades da população estudada. A percepção dos alunos sobre o papel dos professores em sua aprendizagem de graduação constitui um aspecto importante a ser analisado, uma vez que os estudantes os consideram referência e exemplo a ser seguido. OBJETIVO: validar uma escala de percepção dos graduandos quanto as atitudes custo-conscientes dos seus professores e adaptar ao contexto da enfermagem. MÉTODOS: estudo quantitativo e metodológico incluiu a validação de conteúdo, semântica e de construto. Para o processo de validação, foram realizadas as seguintes etapas: índice de validade de conteúdo (IVC), análise fatorial exploratória (AFE), alfa de Cronbach e confiabilidade composta. RESULTADOS: na etapa de validação de conteúdo, 12 professores de enfermagem e 5 especialistas em validação avaliaram o instrumento. Na validação semântica, 12 estudantes de graduação em enfermagem elegeram o conteúdo final dos itens. Para a validação do construto, 132 estudantes de graduação em enfermagem compuseram a amostra. A AFE indicou a pertinência do modelo teórico adotado, contendo duas dimensões: “comportamento custoconsciente em saúde” (7 itens, alfa = 0,78, confiabilidade composta = 0,79) e “comportamento de desperdício em saúde” (5 itens, alfa = 0,57 e confiabilidade composta = 0,63). CONCLUSÃO: o instrumento proposto foi sensível para mensurar a percepção dos acadêmicos de enfermagem sobre o papel do professor em sua formação custo-consciente.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.publisherEscola Bahiana de Medicina e Saúde Públicapt_BR
dc.publisher.programTecnologias em Saúdept_BR
dc.publisher.departamentEscola Bahiana de Medicina e Saúde Públicapt_BR
dc.publisher.initialsEBMSPpt_BR
dc.publisher.countrybrasilpt_BR
dc.rightsacesso abertopt_BR
dc.subjectEducação em enfermagem. Custos de Cuidados de Saúde. Docentes.pt_BR
dc.titleO professor na formação custo-consciente: adaptação de uma escala para enfermagempt_BR
dc.typedissertaçãopt_BR
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO_Mel_Espinheira.pdf4,04 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.